crónicas da xávega, torreira (11)


 

 

a escolha e eu ... ando por aí

a escolha e eu … ando por aí

 

meditação à beira mar

 

olho agora tudo com o desprendimento
de quem nada mais tem a perder
que a si mesmo
e é tão pouco

se da vida esperei muito
dos homens nunca esperei tanto
mas é tão pouco o que deles vejo hoje
que ser mais um
é pedir de menos a mim próprio

não trago a verdade no bolso
nem a história é coisa que dono tenha
olho sinto e não entendo

continuo a gritar
dentro de um pesadelo

quem me roubou o sonho?
(torreira; companha do marco; jun, 2014)

postais da ria (14)


 

na regata de 2010, o "Ricardo e Sérgio" ainda vogava de velas panadas na ria

na regata de 2010, o “Ricardo e Sérgio” ainda vogava de velas panadas na ria

 

segundo as estimativas dos moliceiros com quem falei hoje, não participarão mais de 7 barcos grandes na regata de sábado e 4 pequenos.

se considerarmos a forma desorganizada como a regata foi tratada, até que nem é mau de todo.

fica uma nota: apenas 2 moliceiros têm os painéis pintados de novo, isto quando a intenção da criação das regatas era precisamente a renovação anual das pinturas.

no que diz respeito às bateiras, ninguém sabe quantas são, mas parece que não há muitas inscritas. de qualquer modo, quem teve a “brilhante” ideia da sua inclusão na regata não pensou que elas são incapazes de acompanhar os moliceiros e que, se as houver, irão estar num pelotão atrás….

ou seja. é como se houvesse duas regatas…… mas, quem pode manda.

de qualquer modo, se me é permitido dizer algo sobre o interesse fotográfico da regata, a resposta é:

ESTEJAM PRESENTES, VALE SEMPRE A PENA

mas, não se esqueçam, também, de que se a regata acontece é porque ainda há homens que suportam os custos das festas dos outros: os donos dos moliceiros

 

(o registo é da regata de 2010, e o moliceiro que vai na frente, o “Ricardo e Sérgio”, do arrais marco silva, faz parte daqueles que tiveram de ser vendidos por falta de apoios à sua manutenção.

esta é um pouco a história da ria: cuidar dos mortos e enterrar os vivos)