vou com os barcos


regata de moliceiros, bico, murtosa, 2011

ergo as palavras

sobre pedras

duras

afiadas cortantes

as da calçada dos dias

que percorro

procuro o vento

que as leve

onde areias sorrisos

corpos desejos carícias

e as deixe cair

sonoras brutas

nos lagos

podres das avenidas

até lá

continuarei ainda

a estar vivo e a falar

desta coisa coisa chamada

fome de justiça

e amor às coisas da terra

assim me tomem

ou rasguem

vou com os barcos

solidariedade?


mãos de peixe

na passada sexta-feira dia 27 de julho de 2012, foram apreendidos pela guarda fiscal de aveiro, na lota da cidade, cerca de 400 kg de carapau.

 

na presença dos proprietários da companha foram contactadas pela guarda fiscal várias Instituições Privadas de Solidariedade Social para entrega do pescado. nenhuma se mostrou interessado na totalidade, ou seque parte, do pescado.

 

em seguimento, procedeu a guarda fiscal às diligências necessárias à destruição do carapau apreendido.

 

assim vão as carências e o trabalho das instituições de solidariedade de algumas cidades, sirva aveiro de exemplo.