o saco que voou


rosas para ti

 

pouco a pouco
o saco foi-se enchendo
um beijo aqui, uma carícia ali
uma ternura, tantas
eram dois
não a pegarem no saco
mas dentro dele a encherem-no

quando estava mesmo cheio
abriu as asas
e voou
de tão leve

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s