O Tejo e a Poesia – PERCURSO CAMONIANO


transcrição da newsletter

Com este texto se encerra o conjunto de Folhas dedicadas às II Jornadas Europeias do Património.

Segundo os autores “Constância, sem dúvida que aposta na divulgação do seu nome, na preservação e valorização do seu património histórico e cultural; mas não esquece a riqueza paisagística, nem a promoção do meio envolvente, apostando em atividades lúdicas, recreativas e culturais, onde o ambiente natural é cenário privilegiado. Um concelho que, preocupado com a “fragilidade” do passado, desenvolve procedimentos com vista à sua preservação no presente para existência futura.

Em Constância, a cultura e o lazer caminham de mãos dadas. É possível a visita a uma exposição de pintura depois de um passeio pedestre nos campos, ou uma descida de canoa; tal como é possível percorrer as ruas acompanhando uma peça de teatro que se desenrola em diferentes cenários da vila”.

Com este conjunto de relatos evidenciámos alguns detalhes importantes que permitem caracterizar melhor o espírito das gentes taganas e a enorme riqueza patrimonial, cultural e turística desta tão surpreendente região.

 O gabinete de coordenação

(Projecto de candidatura da cultura Avieira a património imaterial nacional e da UNESCO)

 


Cultura Avieira – Um património, uma identidade