maria joão fialho gouveia na sam 2019

maria joão fialho gouveia na sam 2019


_DSC6436

rosabela afonso e maria joão fialho gouveia

em conversa com rosabela afonso, maria joão falou da sua vida e da sua obra.
programada estava a apresentação de “Os Távoras”, o seu último livro, mas mais do que do livro foi de si que maria joão falou.
ficámos a conhecer um pouco mais da pessoa que está por detrás dos livros. dai o interesse deste registo.
biografia
Maria João Fialho Gouveia nasceu em 1961, em Lisboa.
 
Cresceu e estudou no Estoril, tendo depois cursado Comunicação Social na Universidade Nova de Lisboa. É ainda diplomada em Inglês pela Universidade de Cambridge.
 
Começou a sua carreira de jornalista aos 18 anos, conciliando-a depois com o ensino. Escreveu para o Blitz durante 16 anos, foi colaboradora do Se7e e do diário A Capital, integrou a equipa da Antena 1, trabalhou 6 anos em publicidade e foi redatora da revista VIP. Neta de professora, cedo descobriu o gosto pela leitura e pela escrita. Amante da cultura e da arte, tem agora em curso uma licenciatura em História, que faz por mero prazer. E é com igual amor que se aventura agora na escrita.”
da conversa fica o registo

postais da ria (295)


como na anedota
0 ahcravo_DSC0679

(torreira; porto de abrigo; 2018)

 
sei que existem
pelo ruído
não pela voz
que a não têm
 
não sabem o que são
sendo o que não sabem
papagaios nocturnos
enganados nas horas
 
voam baixo como
as galinhas
na ilusão de águias
pescadoras
 
deixo-os poisar
como na anedota
(torreira; porto de abrigo; 2018)
“beto do bandolim”, 19/03/2019

“beto do bandolim”, 19/03/2019


0 ahcravo_DSC6393_beto+sophia bw.jpg

beto com sophia (molde em gesso da autoria de francisco simões)

no âmbito da sam – semana arte mulher – 2019, na figueira da foz, a animação musical nos jardins de inverno do cae, ficou a cargo da banda “beto do bandolim”.
 
composição da banda neste show:
 
bandolim: adalberto cavalcanti (beto do bandolim)
percursão – wilmar chagas
viola – bruno pereira
voz – geraldo maia e clarisse fernandes
 
 
ao longo da semana a banda deu três espectáculos, todos eles com reportórios diferentes; no primeiro fotografei, o segundo e o terceiro, com autorização do beto, filmei.
 
com equipamento básico para gravações em zonas de luminosidade uniforme, o registo é o possível com a qualidade que se pode ver. mas era bom demais para se perder.
 
se não gostarem da imagem, fechem os olhos e oiçam, vale a pena
0 ahcravo__DSC6393_beto+sophia

beto com sophia (molde em gesso da autoria de francisco simões)

o registo possível

abraço atlântico

abraço atlântico


0 ahcravo_walmir+geraldo bw

walmir chagas e geraldo maia em palco

vieram do recife, trouxeram com eles histórias de vida e da sua cultura.

juntamente com adalberto cavalcanti constituem a formação base da banda “beto do bandolim”, até junho por portugal.

senti que tinham muito para contar, senti que não os podia deixar partir sem recolher a memória que transportavam. senti e pedi. a resposta foi imediata, onde e quando?

e foi assim, com a cedência do magnífico espaço da livraria miguel carvalho, na figueira da foz, que se registou este abraço.

nada foi preparado ou ensaiado, simplesmente, como sucede na vida, aconteceu. dia 20 de março 2019, começou mais uma primavera. foi uma tarde linda.

obrigado walmir e geraldo, onde quer que estejam.

o abraço atlântico aconteceu de verdade

0 ahcravo_walmir+geraldo

walmir chagas e geraldo maia em palco

dele fica o registo